DISCO CROMÁTICO #6: Usando a Escala Tonal - (CHROMATIC DISC # 6: Using the Tonal Scale) - VÍDEO

(clique  para ampliar-click  to enlarge)


Semana passada vimos como fazer uma Escala Tonal, e hoje vamos ver como usar uma Escala Tonal e apresento aqui alguns exemplos de como não usar.

A Escala Tonal pode e deve ser feita como estudo em várias cores, quanto mais conhecemos essa ferramenta, melhor!

É com ela que podemos planejar os tons das cores que vamos usar na nossa arte, seja ela em preto e branco ou colorida.
Last week we saw how to make a Tonal Scale, and today we will see how to use a Tonal Scale and here are some examples of how not to use it.
The Tonal Scale can and should be done as a study in several colors, the more we know this tool, the better!
With it we can plan the tones of colors that we will use in our art,  whereas in black and white or colored.


No exemplo abaixo,  usei apenas 3 cores: azul, rosa e amarelo; mas perceba que usei 2 tons de rosa, apenas 1 de azul e 1 de amarelo e só pelo fato de ter usado 2 tons de rosa consegui um pouco mais de dinâmica na mandala, tornando-a mais equilibrada.
In the example below, I used only 3 colors: blue, pink and yellow; but notice that I used 2 tones of pink, only 1 of blue and 1 of yellow and just because I used 2 tones of pink I got a little more dynamics in the mandala, making it more balanced.


Nas 2 fotos abaixo,  propositalmente usei cores com o mesmo valor de tons, amplie a foto pra ver melhor.
Nessas mandalas temos um resultado monótono que chega a confundir um pouco os nossos olhos e que não nos traz um ponto focal. Nossos olhos se perdem olhando pra elas porque nenhum elemento foi pintado com uma cor que pudéssemos considerar destacada ou principal, pois todas tem o mesmo tom. 

Compare o resultado das 2 fotos abaixo com a foto logo acima e você verá que na foto acima nossos olhos percebem um caminho de cores formando quase uma espiral, embora suave.

Na 1ª foto abaixo nossos olhos "se perdem' e na 2ª foto há uma igualdade de tons tornando a pintura e a figura completamente sem interesse visual.
In the 2 photos below, I purposely used colors with the same value of tones, enlarge the photo to see better.
In these mandalas we have a monotonous result that even confuses our eyes a little and does not bring us a focal point. Our eyes get lost looking at them because no element has been painted with a color that we could consider outstanding or main,  all have the same tone.
Compare the result of the 2 photos below with the photo just above and you will see that in the photo above our eyes perceive a path of colors forming almost a spiral, although soft.
In the 1st photo below our eyes are "lost" and in the 2nd photo there is an equality of tones making the painting and the figure completely without visual interest.



Sabemos que o branco e o preto são consideradas cores neutras mas também sabemos que quando colocadas perto de outras cores, elas ajudam a destaca-las, como fiz com a mandala abaixo. Intercalando branco e preto consegui dar destaque a algumas cores mas no círculo central retirei o branco e o preto e usei o mesmo valor de tons com cores aleatórias, diferentes do resto da mandala. Isso nos mostra o quanto a escolha de cores é tão importante quanto a escolha de tons pois se as cores do centro do círculo tivessem sido melhor escolhidas, teríamos um resultado razoável.
We know that white and black are considered neutral colors but we also know that when placed close to other colors, they help to highlight them, as I did with the mandala below. White and black interlacing managed to highlight some colors but in the center circle I removed the white and the black and used the same value of tones with random colors, different from the rest of the mandala. This shows us how much the choice of colors is as important as the choice of tones because if the colors in the center of the circle were better chosen, we would have a reasonable result.



Na mandala abaixo pintei com cores aleatórias, sem estudo, e com o mesmo tom forte. A princípio nos parece que os tons fortes ficam bem, tornam a pintura atrativa mas quando nossos olhos se acostumam com a figura nossa mente começa a analisar as cores e tons escolhidos e vemos que o excesso de cores mal escolhidas e o próprio tom que é um só causa confusão em nossa percepção onde mais uma vez não temos um ponto focal.
In the mandala below I painted with random colors, without studying, and with the same strong tone. At first it seems that the strong tones look good, making the painting attractive but when our eyes become accustomed to the figure our mind begins to analyze the chosen colors and tones and we see that the excess of badly chosen colors and the very tone that is  only one and the same,  causes confusion in our perpection where once again we do not have a focal point.



Nas 2 mandalas abaixo houve um pouco de estudo na escolha de cores e tons, onde temos um ponto focal pra onde nossos olhos são guiados quando olhamos a pintura pela primeira vez.
In the 2 mandalas below there was a little study in the choice of colors and tones, where we have a focal point where our eyes are guided when we first look at the painting.



Abaixo, uma escolha de cores complementares mas que quando em um único tom, tornan-se gritantes, desagradáveis.
Below, a choice of complementary colors but when in a single tone, they become glaring, unpleasant.


E nesta última mandala um completo caos: todas as cores de uma caixa com 36 lápis de cor foram usadas, e todas no mesmo tom!

Muitos iniciantes cometem esse erro, e tenho visto bastante isso nos livros de colorir que viraram "febre" entre adultos: tentar usar todas as cores de uma caixa achando que vai ficar tudo colorido e lindo. Um engano.

O mesmo acontece com outros tipos de tinta como a aquarela, por exemplo, onde vejo pessoas usando todas as cores de caixas enormes de aquarela. 

Ocorre que quando um artista usa várias cores de uma caixa provavelmente ele sabe o que está fazendo, não é de qualquer jeito ou apenas pra usar porque veio a caixa. Em boa parte das vezes é pra poupar tempo. 
Por exemplo, uma das cores mais fáceis de serem feitas e que uso muito é Payne´s Gray e já fiz muito dessa tinta, só que cansei de faze-la todas as vezes que pinto uma figura, então comprei um tubo dessa tinta. Ás vezes coloco um pouco de vermelho ou de azul ou de qualquer outra cor nela pra modifica-la um pouco e é bem mais prático que já tenha um tubo de tinta pronta do que faze-la todas as vezes. Economiza meu tempo!

Limitar o número de cores em uma pintura torna-a normalmente mais rica porque usamos as cores puras, seus tons e suas misturas entre si então a pintura inteira tem coerência, porque todas as tintas funcionam com harmonia. 
Ao contrário, quando um iniciante compra uma caixa enorme de tintas e tenta usa-las todas, está pulando uma etapa importantíssima que é justamente aprender a combinar e a misturar cores, claro, porque se acostuma a pega-las prontas na caixa (e normalmente erra feio).
And in this last mandala a complete chaos: all the colors of a box with 36 colored pencils were used, and all in the same tone!
Many beginners make this mistake, and I have seen a lot of it in the coloring books that have become "fever" among adults: people try to use all the colors of a box thinking that everything will be colorful and beautiful. It's a  mistake.
The same goes for other types of paint like watercolor, for example, where I see people using all the colors of huge boxes of watercolor.
It so happens that when an artist uses multiple colors in a box, he probably knows what he's doing, it's not any way or not  just to use because the box came with the 36 colors. Most of the time it is to save time.
For example, one of the easiest colors to make and I use a lot is Payne's Gray and I've made a lot of that paint, but I'm tired of making it every time I paint, so I bought a tube of that paint. Sometimes I mix some red or blue or some other color in it to modify it a bit and it's much more practical that I already have a paint tube ready to use than to make some paint every time. Save my time!
Limiting the number of colors in a painting makes it usually richer because we use the pure colors, their tones and their mixtures with each other so the whole painting has coherence because all the paints work in harmony.
On the contrary, when a beginner buys a huge box of paints and tries to use them all, he is jumping a very important stage that is just learning how to combine and mix colors, of course, because one gets used to getting them ready in the box (and usually in an ugly way).


Um bom exercício é usar o método do triângulo, quadrado ou retângulo para escolher cores no Disco Cromático, fazer a Escala Tonal de cada uma delas, escolher os tons e usa-los para pintar um desenho.
O aprendizado com essa técnica é imenso, extraordinário.
A good exercise is to use the triangle, square, or rectangle method to choose colors on the Chromatic Disc, make the Tone Scale of each of them,  choose the tones and  use them to paint .
The learning with this technique is immense, extraordinary.


No vídeo abaixo faço uma análise rápida sobre cada uma das mandalas que usei para explicar este assunto, e você verá que aquilo que inicialmente nos parece bonito pode ser cheio de erros e até grotesco.

Semana que vem tem mais!
 In the video below I do a quick analysis on each of the mandalas I used to explain this, and you will see that what initially seems beautiful can be full of errors and even grotesque.
See you next week!



VÍDEO:


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.